WRC e o velho novo campeão

Loeb e Elena

O cara levou de novo. Simplesmente não esxiste ninguém melhor que o francês quando falamos de cascalho, neve, asfalto, terra, ou a combinação disso tudo.

Sébastien Loeb conquistou o hexacampeonato do WRC neste domingo (25) ao vencer o Rali da Grã-Bretanha. Com isso, o francês establece o mais novo recorde de conquistas seguidas da categoria.

Loeb foi muito mal na segunda metade do campeonato, é verdade, mas nas etapas finais ele se recuperou, voltou a vencer. Mikko Hirvonen foi corajoso o ano todo, tentou acompanhar o francês, chegaram com uma diferença mínima nesta última etapa, mas…

Depois de uma equilibrada luta no primeiro dia de prova, logo nas etapas iniciais do segundo dia o francês mostrou porque tem tantos títulos e vitórias, ao colocar uma diferença de 30s em cima de Hirvonen no final do dia.

loebLoeb no segundo dia: deu show e praticamente colocou a mão na taça.

Mikko Hirvonen ainda deu um ar da sua graça, aproveitando as excessivas cautelas com que Loeb encarou o terceiro dia, e recuperou 11.2s, reduzindo a margem para 18.2. Mas na penúltima especial o capô do Ford Focus do finlandês soltou-se depois de um salto, e obrigou Hirvonen a parar para resolver o problema. Um minuto foi o tempo que Hirvonen perdeu na especial e com isso quase todas as  chances que ainda tinha de terminar a prova na frente de Loeb, o que precisava para ser Campeão.

HirvonenHirvonen no terceiro dia:  o carro abriu o bico, literalmente.

E o contratempo do finlandês quase o fez perder o segundo lugar para Daniel Sordo, mas o espanhol da Citroën completou a prova em terceiro.

Petter Solberg fechou em quarto lugar, seguido do seu irmão Henning Solberg. Matthew Wilson foi o sexto, com Jari-Matti Latvala em sétimo.

petter solbergPetter Solberg: fez um campeonato na marra.

A oitava posição do rali ficou com Conrad Routenbach, enquanto Eyvind Brynildsen terminou em nono. Armindo Araújo completou o grupo dos dez primeiros.

Armindo Araújo e Miguel RamalhoArmindo Araújo (POR) e seu Evo X: carro pouco visto por aqui.

fabia - BrynildsenO vencedor do Grupo N e do PWRC foi Eyvind Brynildsen, que se estreou com o Skoda Fabia S2000.

Com a palavra, Loeb:

“Foi um ano incrível. Fizemos um bom início de campeonato. O Mikko foi muito forte e um excelente adversário, pelo que sei  no ano  que vem as coisas vão voltar a não ser fáceis. Este foi um dos meus melhores títulos, pois a luta foi muito intensa, e durou até ao penúltimo trecho do último rali. Foi incrível! Tivemos altos e baixos mas o sabor da vitória é muito bom.”, disse Loeb.

Classificação:

1.  Sebastien Loeb      Citroen     3h16m25.4s
2.  Mikko Hirvonen      Ford         + 1m06.1s
3.  Dani Sordo          Citroen      + 1m07.1s
4.  Petter Solberg      Citroen      + 1m28.1s
5.  Henning Solberg     Ford         + 6m28.0s
6.  Matthew Wilson      Ford         + 7m46.0s
7.  Jari-Matti Latvala  Ford        + 12m11.9s
8.  Conrad Rautenbach   Citroen     + 14m27.8s
9.  Eyvind Brynildsen   Skoda       + 22m22.7s
10.  Armindo Araujo      Mitsubishi  + 24m18.8s

Abraços

 

Esse post foi publicado em Araújo, Brynildsen, C4, Citröen, Esportes, Evo X, Fabia, Focus, Ford, Grã-Bretanha, Hirvonen, Loeb, Mitsubishi, Notícias, Skoda, Solberg, WRC e marcado . Guardar link permanente.