24 Horas de Nurburgring – Deu Farfus e BMW

Desculpas pela grande demora do resumo da prova. Infelizmente minha semana foi de prova. Não, eu não fiz prova, eu corrijo provas e mais provas. Um montão de provas (cerca de 150!). Além disso, tenho que preencher mais um monte pautas no Excel. Fora as aulas que eu tenho que preparar. Fora o curso que eu faço na parte da tarde… Enfim, tava ferrado.

A corrida

Diante de um público de 220 mil pessoas, a BMW levou a melhor depois de completar 154 voltas no clássico circuito de Nürburgring Nordschleife. Jörg Müller (Alemanha), Augusto Farfus (Brasil), Uwe Alzen (Alemanha) e Pedro Lamy (Portugal) pilotaram a M3 GT2 durante as 24 horas e devolveram a vitória à BMW, que não vencia desde 2005. E foi também a quinta vitória do piloto português no circuito alemão. A BMW fez uma belíssima corrida, já que andou forte durante toda a prova e esteve sempre entre os cinco primeiros.

A galera da BMW faz a festa depois das 24 horas de prova.

3:54.1 minutos atrás da BMW ficou a veloz Ferrari 430 GTC da equipe Farnbacher Racing, pilotada por Dominik Farnbacher (Alemanha), Allan Simonsen (Austrália), Leh Keen (E.U.A.) e Seefried Marco (Alemanha).  Em terceiro lugar ficou o Audi R8 LMS da equipe Phoenix Racing, pilotado por Dennis Rostek (Alemanha), Luca Ludwig (Alemanha), Marc Bronzel (Alemanha) e Markus Winkelhock (Alemanha). Para constar, a Audi havia dominado o treino classificatório.

A Ferrari da equipe Farnbacher Racing imprimiu um bom ritmo durante a prova. Fora isso, seus concorrentes foram quebrando ou batendo pelo caminho.

Depois de perder bastante tempo nos boxes e ver vários carros abandonarem, o terceiro lugar ficou de bom tamanho para a Audi.

A corrida contou com 12 lideres diferentes ao longo das 24 horas de duração. Entre todos eles, o destaque ficou com o Porsche 911 GT3 R Hybrid, que explodiu seu motor de seis cilindros pouco antes da marca de 22 horas. Foi justamente neste ponto em que a BMW, que havia largado em 8º, assumiu a ponta.

O Porsche hibrído da equipe Olaf Manthey teve um ótimo ritmo de prova, chegou a liderar, mas também quebrou.

Porém, antes de assumir a ponta, a BMW havia tido problemas durante a parte noturna da prova. Um furo no radiador da BMW manteve o carro parado nos boxes por cerca de 20 minutos para reparos. No retorno à pista, o quarteto imprimiu um ritmo forte e voltou a brigar pela ponta. Fora isso, o carro da BMW já apresentava alguns ruidos estranhos vindo da caixa de marchas.

A BMW enfrentou problemas durante a noite.

Já a equipe Olaf Manthey era a grande favorita, pois havia vencido as últimas quatro provas. Os vencedores do ano passado, Marc Lieb, Timo Bernhard, Romain Dumas e Marcel Tiemann, lideraram as primeiras sete horas de corrida de forma arrasadora. Pelo pouco que eu vi da corrida, os caras  estavam num ritmo alucinante. Só que eles tiveram que abandonar a corrida depois de serem atingidos por um outro concorrente.  Com o abandono, o outro carro da equipe, o Porsche híbrido GT3-3, passou a liderar. Mas como já sabemos, eles também abandonaram.

O outro Porsche da Manthey também abandonou depois de envolver-se em um acidente. Seu ritmo era avassalador.

Além da Porsche, Audi e BMW, vários outros carros interessantes deram as caras durante a corrida. A Aston Martin, por exemplo, levou uma versão de corrida do seu Rapide quatro portas e a Lexus revelou o novissímo N2410 LFA.

A Volks estava presente com seus Scirocco GT24

Os sempre belos Aston Martin também estavam presentes. O novo Rapide deu o ar da graça….

… como o seu irmão mais velho, o Vantage.

Abraços


Esse post foi publicado em 24 Horas de Nürburgring, 911, 911 GT3, Alzen, Aston Martin, Audi, Bernhard, BMW, Bronzel, Dumas, Esporte, Esportes, Farfus, Farnbacher, Ferrari, GT, GT2, GT3, GTR, Inferno Verde, Keen, Lieb, LMS, Ludwig, M3, Marco, Muller, Notícias, Pedro Lamy, Porsche, R8, R8 LMS, Rostek, Scirocco, Simonsen, Tiemann, Volks, Volkswagewn, VW, Winkelhock e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para 24 Horas de Nurburgring – Deu Farfus e BMW

  1. Pipe disse:

    Impressionante mesmo esse público, ainda mais em uma corrida tão longa. Mas se eu morasse por lá também ia dar um jeito de aparecer só pra ver essas máquinas acelerando, cada uma com um ronco mais lindo do que o outro.
    Essa corrida é animal mesmo, mas uma observação, se não me engano a Lexus já correu com o LFA ano passado nessa mesma prova para testá-lo, como dessa vez. Acho que ganharam na sua categoria esse ano.

    Abraço.

    Curtir

  2. Vaaalney disse:

    Esse Audi R8 LMS é lindo de morrer.
    Foi uma boa corrida, difícil de acompanhar já que tinha F1, FIA GT e GT Brasil no mesmo final de semana, mas foi legal ver esses monstros na pista. Feliz é quem mora por aquelas bandas da Alemanha…

    Curtir

Os comentários estão encerrados.