Uma pequena reflexão

O WRC, as tradicionais provas de endurande e a F1 estão no mesmo patamar em termos de importância no mundo do automobilismo. São esses campeonatos que contam com a nata, com os melhores pilotos e os melhores carros do mundo. Embora a F1 tenha a maior receita, que as equipes gastem muito mais, são nas outras categorias que enxergamos um bom automobilismo.

Se você não acompanha o WRC talvez pense que o campeonato seja chato por causa da tamanha superioridade de Loeb e Citröen.  Superioridade comparável somente com a dupla Schumacher/ Ferrari no início deste século na F1. Talvez em outras categorias já tenham testemunhado fato parecido recentemente, como a superioridade marcante da Audi em Le Mans, mas não em categorias de peso mundial, que competem ao longo do ano e que cada piloto tem seu equipamento. Pelo menos eu não me lembro.

O domínio absoluto da Citröen não tem feito mal para o WRC simplesmente porque todos que andam com os carros franceses tem liberdade total.

Mesmo a Audi dominando as 24 Horas de Le Mans durante toda a década, a principal prova de resistência do mundo não ficou monótona.

Alguns podem citar Valentino Rossi, que tem dominado a MotoGP. Mas ele é um caso raro, pois venceu o mundial por equipes diferentes. Mais cedo ou mais tarde ele vai vencer pela Ducati, se for para a Suzuki também vai vencer. Se a Caloi der uma mobilete envenedada para o italiano é bem capaz de ele não fazer feio. Brincadeiras a parte, ele é um caso raro, singular. Seja de Honda, Yamaha, Garelli ou Lambreta, ele é espetacular.

Voltando para o WRC, o problema (é um problema?) é que o campeonato, mesmo contando com apenas duas equipes oficiais e Loeb quase sempre na frente, esta sendo ótimo. Conta com o jovem e talentoso Ogier, que vem supreendendo com sua velocidade e que já esteve na equipe principal da Citröen. Mostra que se o piloto tem talento e um bom carro, como é o caso de Petter Solberg, dá para brigar pela vitória, mesmo se sua equipe seja pequena diante dos rivais oficiais. Dá indícios que Latvala, com um carro certinho, comete menos erros e que brigaria pelo título caso a Ford estivesse um pouco melhor neste ano.

E mesmo com tamanha competitividade, com tanta gente querendo mostrar serviço, o ambiente dentro do WRC é outro. O “mundo” do WRC é outro. Não existe pilotos trocando farpas, não existe equipe falando mal da outra, não há tanta gente pasteurizada como na F1, que só diz aquilo que a equipe permite.

Lá os caras trocam, o tempo todo, etapa após etapa, sinceros elogios. Falam bem dos pilotos adversários, falam bem das equipes adversárias e reconhecem quando estão passando por um mau momento.  Foi assim com Sordo, que reconheceu que a pressão sofrida dentro da equipe principal da Citröen estava prejudicando seu desempenho e que Ogier, da equipe Júnior, estava andando muito mais que ele. Dani Sordo teve que dar lugar ao jovem francês durante algum tempo, mas já esta de volta à equipe oficial e, sem a pressão de andar tão perto de Loeb, fez um belíssimo trabalho na Alemanha.

Estrelas de primeira grandeza: Kimi Raikkonen anda de carona tranquilamente...

…Loeb comemorando a sua vitória com a galera…

… e Petter Solberg cercado pelo público, dando autógrafos: as estrelas do espetáculo ainda estão disponíveis para o público. Hoje isso é cena rara na Fórmula Um.

No WRC todos os pilotos estão mais propenso ao erro. O carro de qualquer um pode apresentar falhas em um dia e no outro dia o piloto, que sofreu com a quebra, pode dar tudo de si e simplesmente detonar com a concorrência, vencendo várias especiais.

É quase certo que Loeb vai levar o caneco deste ano no mês que vem, mas o campeonato do francês esta muito mais emocionante que o da Fórmula Um, que tem pilotos fazendo beicinho, joguinhos de equipe, pilotos que tem privilégios e não querem dar oportunidade ao companheiro que esta em melhor fase, equipes que não tem condições de participar do campeonato porque a politicagem não permitiu que elas se preparassem de forma decente. Uma merda, mesmo que a ponta da tabela mostre que exista um equilíbrio, mas que na pista a Red Bull deixou claro que não existe.

O  campeonato da F1 também já esta decidido, é só uma questão de tempo para sabermos quem a Red Bull vai dar o título.

O WRC vive um ótimo momento, com ótima visibilidade e com várias marcas, tradicionais ou não, se preparando para entrar na briga. Estão, de alguma forma, tentando resgatar a tradição do esporte, o que ele tem e teve de bom. Já a F1, rumo ao oriente, com um monte de circuitos chatos e sem tradição, parece estar com seus dias contados, indo na contramão daquilo que seus fãs mais querem. O novo, para ser aceito, tem que ser bom!

É isso mesmo ou será que eu estou errado?

Anúncios
Esse post foi publicado em Audi, C4, Citröen, Esporte, Esportes, Ford, Ford Focus, formula um, Loeb, Pessoal, Raikkonen, Raikonnen, Rally, Red Bull, Rossi, Solberg, WRC e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Uma pequena reflexão

  1. Gustavo Oliveira disse:

    A F1 tá dando vários tiros no próprio pé a cada GP que ela leva a quem paga mais. O maior absurdo disso é termos uma corrida em Abu Dhabi e nenhuma na França. A culpa da situação é da relação promíscua entre a categoria e a FIA, que a muito tempo só existe para legislar a favor de Tio Bernie e ferra solenemente toda e qualquer categoria que venha a sequer ameaça-la. Sem concorrentes é fácil adotar essa estratégia oriental e encher os bolsos, muito fácil. De resto é torcer para que o novo mundial de endurance (LMIC) deslanche e acompanhar coisas legais como o WRC, as 24 Horas de Spa o campeonato de superturismo italiano, o Dakar…

    Curtir

  2. Lui George disse:

    Leandro, o ambiente no WRC é tão diferente que, os proprios reporteres oficiais da categoria fazem perguntas bem interesssantes aos pilotos e chefes de equipes, isso ficou muito nitido no começo da temporada quando as equipes de fábricas começaram a fazer estrategias e chegou ao cumulo de ter piloto tendo que levantar o pé em final de estagio só para obrigar um piloto de outra equipe a largar antes no outro dia e pegar a pista em piores condições. Diferente do que ocorre na F1, os reporteres que trabalham para a categoria perguntavam aos chefes de equipe e aos pilotos sobre o que estava ocorrendo e isso era colocado no programa oficial do WRC que passa no mundo quase todo, e alguns respodiam de forma sincera, ou ironica. Felizmente as equipes perceberam que isso não ia dar em nada e fizeram um “acordo de cavalheiros” para o término das estrategias, e nas entrevistas os pilotos elogiaram a atitude de suas equipes e disseram que não estavam gostando, isso tudo indo ao ar no programa oficial da categoria, e não em conversas feitas na surdina. Outra categoria que não vai nada bem, pelo menos do meu ponto de vista, é a DTM, graças as estrategias das equipes, em vez de ser uma corrida de carros virou um disputa entre Audi e Mercedes onde os carros sao apenas peças do tabuleiro, uma pena pois a categoria tinha tudo para ser ótima. Mas talvez o pior fato que já vi foi a censura que o site da Stock Car fez a uma entrevista do Avallone, na qual ele criticava a categoria e as transmissões da Globo. A entrevista chegou a estar disponivel no site da categoria mas depois foi retirada e no seu lugar apareceu uma versão editada, não é a toa que a categoria não vai pra frente em matéria de público e espaço na TV…
    Desculpe o super comentario, não consigo ser breve e quando assusto ja esta um texto enorme…ah, muito boa a materia sobre a etapa da Alemanha do WRC, legal as fotos dos outros carros que participam, mostram que o WRC mais do que apenas Citroen e Ford.
    abraço.

    Curtir

    • Concordo com tudo que você falou aí cara. E falou com autoridade!

      Só acho que a DTM deve dar uma levantada porque a BMW deu como certa a sua volta e a Opel deve entrar com a Williams (F1) dando suporte técnico.

      Quem esta mal mesmo é o WTCC. Todos os países europeus tem seu “TCC” e isso tem atrapalhado muito os planos da FIA.

      Stock car: sem comentários…

      Valeu por aparecer cara.

      Curtir

  3. Loeb é um fenômeno, e gosto de ver pilotos assim. Não me importo que vençam todas, estamos vendo a história ser escrita.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.