De olho no cabeçalho: Mercedes C11

Estamos no meio do feriadão e estou com uma enorme preguiça de escrever. Nem ao menos os comentários, que estão escassos, dei o trabalho de verificar.

Mas vamos deixar a preguiça de lado e colocar ordem no barraco. Para começar bem a  semana, vamos falar da máquina que apareceu no cabeçalho do blog durante a semana passada.  Trata-se da Mercedes C11, que dominou o Sports-Prototype Championship de 1990.

Para quem não sabe, o carro nasceu da parceria com Peter Sauber, que na época tinha uma equipe construia seus protótipos. Só que antes de equipar seus carros com os motores Mercedes, Sauber usava os motores BMW, que não eram muito confiáveis e o desempenho não era grande coisa. Foi no final da década de 80 que Sauber procurou a Mercedes com o intuito de arrumar um novo motor. Nascia então a equipe Team Sauber Mercedes.

O primeiro carro da parceria foi o C9, que detonou seus concorrentes em 1989. Só para ter uma ideia do domínio da equipe, o C9 só não venceu uma corrida naquele ano. Além disso, o C9 se tornou o carro mais rápido a competir nas 24 horas de Le Mans – que ele venceu – ultrapassando os 397 km/h na Mulsanne. É um recorde que dificilmente será quebrado, já que a Mulsanne foi retalhada no ano seguinte com duas chicanes, colocando fim a 66 anos de 6 km suicidas com pé embaixo.

Depois do sucesso do C9, a Mercedes resolveu assumir o controle do projeto. O C11 foi a primeira e legítma flecha de prata desde 1955. Comparado ao C9, o C11 era muito mais avançado, sendo construído  ao redor de um chassi tubular semelhante ao usado na Fórmula 1 e suas características aerodinâmicas foram aprimoradas. A dominação continuou, exceto em Le Mans, onde a Mercedes decidiu não competir (naquele ano a prova não fazia parte do calendário do World Sportscar Championship). O carro foi testado por todos os pilotos da equipe Sauber Mercedes em 1990, inclusive pelos ganhadores do título WSPC Jean-Louis Schlesser e Mauro Baldi, assim como Schumacher e Frentzen.

O carro ainda continua em atividade, participando do Group C Racing Series, competição de clássicos dos anos 80 que participaram do mundial de protótipos.

Anúncios
Esse post foi publicado em C11, Curiosidades, De olho no cabeçalho, Esporte, Esportes, Flechas de Prata, Mercedes, Pessoal e marcado , , . Guardar link permanente.