O movimento das coisas

O blog esta mais, muito mais, movimentado que o de costume e eu nem sei porque. (ou seria o por quê?). Acho que como parei e escrever ele melhorou.

É verdade que houve algumas corridas que o blog já cobriu antigamente e que hoje eu nem dei as caras por aqui. Mas isso é coisa de momento, prometo. E essas corridas, as 24 horas de Dubai e as 24 Horas de Daytona por exemplo, não são parâmetros para coisa alguma. Elas apenas servem como aperitivos para o que vem por aí, servem para matar nossa fome por velocidade.

É verdade também que o WRC começou, com a Ford dominando na neve sueca e a Citröen mostrando força no cascalho mexicano. Acredite, a Ford sempre mandou bem na neve, mas o campeonato se resolve no asfalto e na terra. E nesse caso, a Citröen vem com muita força, com muita experiência. Experiência a Ford tem, mas não conta com o talento da dupla francesa de Tiãos, Loeb e Ogier. É bem verdade que Latvala e Hirvonen são extremamente talentosos, mas acho que eles não tem a mesma pegada. Mas isso é só impressão e o campeonato tende a ser muito equilibrado e resolvido nos detalhes.

Enquanto isso, o circo (circo mesmo, com as asas móveis, kers e com palhaço do Bernie virou isso!) da Fórmula Um acabou de realizar seus últimos testes para a temporada. Esta bem claro que a Red Bull larga com uma certa vantagem. A equipe Ferrari de Fernando Alonso esta um degrau abaixo e, pelo menos nas primeiras provas, será a única ameaça ao domínio dos rubros taurino.

McLaren tem problemas crônicos, a Renault parece mais bem resolvida e a Mercedes avançou em relação ao ano passado. Aí vem o pelotão de trás, com a Williams muito bem servida de carro, com um câmbio exemplar no papel, mas que ainda não conseguiu casar seu kers com o fraco motor Cosworth. A Sauber e, principalmente, a Toro Rosso, mostraram um grande crescimento. A Force India encolheu.

Das nanicas, destaque para a Lotus, que mostrou excelente crescimento e tem tudo para incomodar os carros da rabeira do pelotão do meio. A Virgin ainda não mostrou serviço, caso bem diferente da Hispania, que nem vai participar de uma corrida neste ano. O carro não terá condições de romper o cabaço dos 107%.

Acho que não esqueci de nada.

Abraços

Ah, a McLaren GT3 ficou linda!

Anúncios
Esse post foi publicado em Curiosidades, Esporte, Esportes, formula um, Notícias, Pessoal e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O movimento das coisas

  1. Cado disse:

    Parabéns pelo blog amigo, bem variado, ótimos assuntos. Aquele abraço e visite http://chemacchina.blogspot.com/se possível.

    Valeu!!

    Curtir

Os comentários estão encerrados.