Lutar sabendo quem vai vencer não tem graça

2013 Malaysian F1 GP - F1-Fansite.com_00053

E a palhaçada começou mais cedo neste ano. E em grupo. Não há mais espaço para a esportividade.

A minha demora em escrever algo sobre o assunto foi até boa, pois deu tempo para analisar melhor os fatos e ver realmente o que aconteceu durante o último GP. E o que acontece é realmente uma grande palhaçada, aonde os bobos são aqueles que esperam que haja uma grande disputa nas voltas derradeiras de uma corrida. Se forem da mesma equipe, esqueça. Não haverá disputa, as equipes não deixam que seus pilotos lutem entre si.

Vale lembrar que essas ordens acontecem antes, durante e depois da corrida.

O caso da Mercedes já era esperado. Ross Brawn sempre foi mestre nessas jogadas escrotas em privilegiar determinado piloto dentro de uma equipe. Schumacher e Ferrari bateram recordes na F1 e isso é o que importa para ele e para a maioria dos entusiastas do alemão e da equipe italiana. Incluindo aí até manobras políticas para que o regulamento fosse mudado para facilitar a vida do time italiano. Não importa muito como foi conquistado esses números não é mesmo?

Mas quando uma equipe como a Red Bull, que sempre defendeu a disputa entre seus pilotos,  parte para esse tipo de artifício, é melhor desligar a tv.

Claro que as ordens dadas em certos momentos são necessárias. Mas o que vem sendo visto nos últimos tempos chega a ser picaretagem.

Como se não bastasse, Vettel não obedeceu a ordem, deixando Webber sem poder de reação às manobras do jovem alemão. Se não houvesse ordem, teríamos uma bela e emocionante disputa. Porém, se Vettel não tivesse desobedecido, nem este post teria sido escrito e ninguém seria lembrado do que a Fórmula Um já foi um dia.

Embora Vettel tenha tomado uma gigantesca bronca depois da merda que realizou, ficou cristalino que o alemão é privilegiado e protegido dentro da equipe, relegando o australiano a sua própria sorte e talento. Se não houver ordens, quem sabe? E  se Webber ligasse o botão de “foda-se” não ia adiantar nada, pois a equipe vai continuar apoiando Vettel.

O australiano pode ir para a tv e falar para todos que o pau vai quebrar, que quer lutar na pista e tal. Se revoltar.  Mas as manobras que seriam executadas dentro da equipe minariam suas chances.

Resta saber agora o que Webber fará daqui pra frente. Vai continuar aceitando as ordens da equipe? Acredito que sim.

Mas já imaginaram que beleza se Webber ligasse o botão de “foda-se” e começasse a lutar contra todos e tudo?

Anúncios
Esse post foi publicado em Curiosidades, Esporte, Esportes, formula um, Pessoal, Red Bull, Vettel, Webber e marcado , , . Guardar link permanente.