Carro asa – o extremo da aerodinâmica na F1

Fórmula Total

Muito se discute sobre o rumo que a Fórmula Um deve seguir quando falamos sobre a aerodinâmica, principal responsável pela escassez de ultrapassagens no esporte.

Os dirigentes do esporte e seu grupo de engenheiros (leia-se FIA, que dita as regras) já estão preparando os regulamentos para os próximos campeonatos, como a mudança da cilindrada dos motores, que passariam a ser 1.6, a adoção do turbo, kers e similares e a volta do efeito solo.

Foi por isso que me deu a ideia de colocar aqui para vocês a coluna que eu escrevi para o falecido Virtua Box. Quem leu, faça o favor de ler novamente. E se você não leu, não deixe a oportunidade passar, pois é uma verdadeira aula sobre a Fórmula Um, e sobre o automobilismo em geral. Além disso, acho que eu (o modesto!) estava muito feliz no dia porque o texto ficou bom demais .

No…

Ver o post original 893 mais palavras

Anúncios
Esse post foi publicado em Esportes. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Carro asa – o extremo da aerodinâmica na F1

  1. Juanh disse:

    Espectacular coche fue el Lotus 78, para mi gusto más bello que el 79.
    Cuadro de honor para él.
    Abrazos!

    Curtir

Os comentários estão encerrados.