Quando alguma coisa sai errado: Piers Courage – Holanda 1970

A foto abaixo mostra o que sobrou do carro de Piers Courage depois do violento acidente durante a 23ª volta do GP holandês de 1970, realizado  no circuito de Zandvoort.

O fatídico acidente foi causado por um problema na suspensão (outros falam em um furo no pneu) do seu De Tomaso 505, que havia sido inscrito por Frank Williams (Frank Williams Racing Cars). O piloto britânico perde o controle do seu carro na curva Schleivak, colide com um banco de areia, contra um poste e acaba capotando e arrastando-se pela pista por algumas dezenas de metros. O seu chassis, que foi feito de magnésio, um metal leve, mas volátil, se transforma rapidamente numa bola de fogo, não dando tempo para a equipe de socorro retirá-lo das ferragens.

Apesar do enorme incêndio que consumiu seu carro, Courage não morreu por causa dele. Segundo investigações após o acidente, o piloto provavelmente faleceu antes do início das chamas. Tais investigações revelaram que no capacete fora encontrado um ponto de impacto com um grande pedaço de borracha, que provavelmente soltou-se de um pneu do próprio monoposto do inglês, que morreu aos 28 anos. (Wikipédia)

piers_courage__netherlands_1970__by_f1_history-d5xwcx6

Anúncios
Esse post foi publicado em Curiosidades, De Tomaso, Esporte, Esportes, formula um, Holanda, Piers Courage, Quando alguma coisa sai errado, Williams e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Quando alguma coisa sai errado: Piers Courage – Holanda 1970

  1. Impressionante

    Curtir

Os comentários estão encerrados.